segunda-feira, 20 de setembro de 2010

eu não posso pensar em mim,

sem ao menos lembrar de você.
você é um pedaço de mim, um pedaço que não está aqui, um pedaço que eu preciso pra viver, um pedaço que eu preciso mais do que qualquer outra coisa. eu não posso suportar a falta de um sorriso teu, a falta dos seus braços se envolvendo junto aos meus. eu não posso suportar saber que estou tão longe de você.
eu não consigo parar de sentir sua falta, eu não consigo não pensar em você, em quando vou poder te ver, mesmo de longe. eu já não suporto a dor que ficou no meu peito sem o teu amor.
é tão dificil, não poder dizer tudo que sinto, gritar tudo que eu quero, como é insuportavel não ter você por perto... vem, que eu já não aguento mais te esperar.
eu olho pra trás, eu procuro em minhas memoria, tudo que passamos, tudo que vivi ao teu lado. as memorias estão se apagando, cada vez mais, tudo está distante. a minha memoria apagou tudo, menos você.

segunda-feira, 13 de setembro de 2010

nada será como ontem...

tudo que aconteceu, pra mim já passou. palavras ferem como nenhuma outra coisa consegue ferir. as vezes há feridas que nunca cicatrizam, e sempre ficam marcas.
eu não posso me esquecer do que passei, mas eu me lembro muito bem do que ouvi. não estou aqui pra agradar ninguém, e nem quero que agradem a mim. eu sou eu mesmo, e ninguém pode mudar isso. me aceitem como eu sou, ou simplesmente não me aceitem.
eu só cansei. cansei de ouvir coisas que não devem ser aceitas e fingir que nada aconteceu, cansei de me calar quando pedem, eu cansei de tentar ser como os outros querem a troca de nada. eu cansei de todo mundo.
mas eu não me sinto triste, me sinto livre. é como se tudo ficasse mais leve.
coisas vão me abalar, lagrimas vão rolar, amores vão me machucar, mas eu juro, hoje nada mais vai me derrubar. eu já prometi pra mim mesma. no meu mundo quem está comondando sou eu, e mais ninguém.

p.s. não diga que sente saudade, quando realmente nunca provou dessa dor.

quinta-feira, 2 de setembro de 2010

eu não quero ser a única,

a fazer mais barulho.

E assim, mais uma vez o lado mais fraco arrebenta... Então agora é diferente, me chamam de falsa sem ao menos ter motivo, então vou ser falsa para poderem falar com razão.
Não vim aqui pra agradar ninguém e certamente não vou mudar. Não vou falar mais baixo, nem mudar meu jeito de se vestir...
Quando eu estiver com vontade de chorar, simplesmente irei chorar. Também não vou ficar dizendo 'não foi nada' quando na verdade quero explodir o mundo. Pra ser sincera, que se dane tudo e todos!
A vida é curta pra pensar demais. Não vou deixar de aproveitar simplesmente porque as pessoas não sabem o que dizem. Não vou ser como essas pessoas

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...