sábado, 3 de setembro de 2011

questão de janela

Deixe-me entrar. Abra as janelas do teu coração e apenas me deixe soprar, soprar um pouco do amor que eu tenho guardado dentro de mim. Deixa-me ser o vento que acaricia tua pele, que tira teu cabelo do lugar, que sopra pra longe as folhas dos teus desenhos. Deixa-me ficar. Tire as cortinas de sua janela, e me deixe iluminar teus belos olhos castanhos, teu sorriso, me deixa dar brilho para esse teu rosto. Deixa-me tentar entender o que se passa na tua cabeça, me deixe ver se com o meu brilho em teus olhos consigo decifrar cada detalhe que você deixa a subentender.

Nenhum comentário:

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...