quarta-feira, 21 de março de 2012

Bem mais que meio olhar


Não lembro se estávamos realmente sozinhos, mas não me lembro de outra pessoa naquele lugar a não ser você. Seu olhar estava tão distante, mas quando eles se encontravam com o meu, eu conseguia sentir ele mais perto. A vontade de rir era tão forte que nós nem ao menos conseguíamos ficar um segundo nos encarando. Por quê? Sei lá... Não deve ser importante. Mas estávamos próximos, mesmo com toda aquela distancia, e aquela bagunça. Talvez eu estivesse mais próxima de ti, do que você de mim. Não que você esteja se afastando, mas acho que eu que estou querendo chegar muito perto. Convenhamos, eu era (e ainda continuo) uma chata. Você era terrível também, então não te dou o mínimo direito de falar de mim.
Não sei se quero realmente falar sobre você, sobre meus sentimentos, ou sobre tudo que está me cercando. Se eu tiver que superar isso para que possamos seguir em frente, irei superar. Mas me deixa agora, me deixa ao menos uma vez. Não quero só um segundo, não quero só metade da música, não quero só um abraço. Eu quero tudo, quero completo, quero agora.

Nenhum comentário:

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...