quinta-feira, 29 de março de 2012

Sobre saber ou não


Há dias estou tentando escrever, estou tentando esquecer, estou tentando, sempre tentando, mas nunca realmente conseguindo. Tanta coisa pra dizer, tanta coisa pra não pensar, tanto tudo pra parar... Desistir é tão fácil, mas esquecer não... E não adianta, você quer, mas você não consegue. E assim você vai vivendo, e lembrando, e querendo, e sempre não tentando. Tem sido assim, e não faço ideia de até quando será. Não quero. É claro que não quero, mas insisto, mas estou aqui, mas infelizmente eu não esqueci...
Eu inventei tudo, deixei tudo mais bonito, mais brilhante, e até mais limpo, mas não deixei mais fácil... Não deixei escolha. O que realmente estamos fazendo aqui? O que queremos de verdade? Lá no fundo ambos sabemos que não sabemos de nada... E nunca iremos realmente saber, mas um dia acordaremos, e lá no fundo teremos vontade, e finalmente vamos fazer algo, e mudar, e fazer diferente. E depois tudo será lembrança. Lembranças engraçadas, tristes, idiotas, mas serão apenas lembranças...
Deixa-me explicar, hoje eu acordei com vontade, mas me diga o que devo fazer? O que preciso mudar? O que tem que ser diferente?
Chega de músicas, cócegas, olhares e tudo isso que eu não sei... Deixa-me conseguir fazer diferente uma vez, porque a única coisa que ainda me prende é você. Segure minha mão ou solte-a de uma vez...

Um comentário:

Karoline Torres disse...

"Lá no fundo ambos sabemos que não sabemos de nada... E nunca iremos realmente saber, mas um dia acordaremos, e lá no fundo teremos vontade, e finalmente vamos fazer algo, e mudar, e fazer diferente. E depois tudo será lembrança. Lembranças engraçadas, tristes, idiotas, mas serão apenas lembranças..." Posso pular pela janela? LINDO, LINDO, LINDO!

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...