quinta-feira, 19 de abril de 2012

Não sei viver nesse jardim


"Querido, essa manhã eu acordei e eu não sabia. Ah querido, eu acordei sem saber simplesmente. Acordei sem saber de nós, sem saber de mim, sem saber de você, sem saber do mundo. Acordei com vontade de não saber e prosseguir com isso. Prosseguir com o não saber, mas sem você. Deixei para ti essa rosa, logo irá morrer. Tirei-lhe a vida querido, matei esta rosa para mostrar-te meu amor, então cuide-a, trate-a, pois seus dias estão contados por minha causa. Estou sofrendo por ela e por nós. Sinto-me uma rosa fora da roseira. Estou fora meu bem, e com os dias contados. Assim como todos estão...
 Mas deixe-me dizer o quanto te amei. Ah querido, como amei... Amei-te a ponto de tirar a vida de uma pobre rosa, que nada me fez. E concluo que sou tua rosa querida. E assim como esta, sinto-me arrancada de minha roseira. Então apenas me deixe voltar, voltar para onde eu conseguia florescer. Não sei viver no teu jardim de girassóis, mas tentei..."

Um comentário:

Karoline Torres disse...

Que lindoooooo, Fê!!!!

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...