quarta-feira, 9 de maio de 2012

Alice: Nada


Ela desapareceu. Sumiu tão rápido quanto apareceu. Eu procurei por ela em todos os lugares que ela poderia estar... E nessa procura descobri o quanto não sei sobre Alice. Ela me conhece tão bem, sabe meus lugares favoritos, onde meus pais vivem, onde eu trabalho, os únicos bares que frequento, até a livraria que eu costumo ir às quintas feiras à tarde. Ela sabe até o jeito que gosto de organizar meus CDs, meus sapatos... Até o jeito que gosto de deixar minha escova de dente.
Mas e eu? O que sei sobre ela? Sei onde ela mora, é claro. Mas de onde ela realmente veio? Em qual a cidade cresceu? Onde ela costuma ir as quintas feiras enquanto estou na livraria? Nada. Não sei nada. Na verdade sabia da mania das canecas, e da dança. Alice gostava de dançar, dançava o tempo todo...
Tentei ligar novamente. Nada como sempre.
Parece que foi tudo um sonho, parece que ela nunca esteve realmente aqui comigo. E se ela realmente nunca esteve? 
A porta fez um barulho, e meu coração parou.
- Alice?!
Era só o vento.

Continue lendo Alice.

3 comentários:

Karoline Torres disse...

"Ela me conhece tão bem, sabe meus lugares favoritos, onde meus pais vivem, onde eu trabalho, os únicos bares que frequento, até a livraria que eu costumo ir às quintas feiras à tarde. Ela sabe até o jeito que gosto de organizar meus CDs, meus sapatos... Até o jeito que gosto de deixar minha escova de dente.
Mas e eu? O que sei sobre ela?"

FERNANDA DO CÉU!!! Cada vez que você posta sobre a Alice, percebo que vale a pena o 'hiatus'. HAHAHAHAHAH :*

Agora tô pronta disse...

Fe você tem que escrever todo dia sua lindja! Eu adoro!

http://agoratopronta.blogspot.com/
Beijos Vanessa

Renata disse...

Sei como a Alice é. Sou um pouco Alice, acho que todo mundo é.

Uma hora ela volta, sem te explicar nada, e você apenas aceita, porque o que interessa mesmo é tê-la por perto.

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...