quinta-feira, 7 de março de 2013

Tudo ao mesmo tempo


Ela era só mais uma daquelas garotas boêmias que gostava de ser independente, mesmo não sendo tão independente assim. Gostava de coisas diferentes, que automaticamente eram iguais para muitas.

Adorava esbravejar por aí que não precisava de ninguém, mas não resistia quando ele a abraçava forte e beijava seu pescoço. Vivia a sonhar com mil e uma viagens, mesmo sabendo que não realizaria metade delas, porém gostava de imaginar.

Estava em uma daquelas situações que sentia muito mais do que falava (e olha que ela falava bastante). Mas sua mente não parava. Lembranças, consequências, planos... tudo surgia a todo o momento para deixar seus dias cada vez mais confusos.

Tinha grandes duvidas ainda sobre essas sensações, mas gostava de sentir tudo ao mesmo tempo, isso dava a ela a sensação de estar viva. E no fim das contas era isso que ela queria. Sentir, cada sensação possível, cada sentimento a flor da pele, arrepiar-se por inteira, sofrer como nunca, e sorrir como se tudo estivesse bem. Resumindo só queria viver.

Nenhum comentário:

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...