quarta-feira, 10 de abril de 2013

Sobre dançar só ou não


Ela dançava na pista como se nada pudesse para-la. Sentia-se livre, sabia que estava e adorava isso. Pela primeira vez não se importou se alguém fosse aprovar ou não o modo como dançava e com o comprimento de sua roupa... Tudo que queria fazer naquele momento era dançar. Entre um copo ou outro sorria. Todos conseguiam ver sua alegria. Algumas diziam que era fingimento, outros achavam que ela gostava de provocar os garotos, e bem a verdade é que ela só gostava de se divertir. Claro que adorava ser desejada, mas que mulher não gosta?

Os caras se aproximavam, mas ela só queria dançar. Aquelas bocas não faziam diferença agora. Eles não conseguiam entender, mas ela só queria ficar ali, dançar até o mundo acabar talvez.

quinta-feira, 4 de abril de 2013

Recuso o teu desamor querida



Teu corpo estava aqui, mas era apenas o teu corpo. Garota, você viajava enquanto nos amávamos, e não era no país do prazer. Eu gostaria de saber como te trazer para meu mundo, mas você nunca me dá atenção. Está sempre pensando, pensando, e no fim nunca pensa em nada.

Você sorri como se fosse uma obrigação, como se minhas piadas não fossem dignas do teu sorriso, e isso dói. Tu vivias para dizer que isto era amor. E agora é assim? É este o amor que tu dizias ter? Pois bem, me recuso a aceitar esse teu jeito de me amar, esse teu desamor.

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...