terça-feira, 29 de julho de 2014

Sobre batom borrado, cereja e novos mundos

No quarto com o telefone em mãos, sua foto no visor brilhava como as estrelas lá fora. Seu sorriso desajeitado de quem não queria tirar foto, mas no calor do momento todos acabamos cedendo, e eu sei bem como é isso de ceder. Quando eu te vi atravessando a porta daquele lugar lotado, por um momento nada importava mais. Você sorriu e se aproximou. Eu não esperava nada aquela noite, mas você me pediu ajuda. Eu te livrei daquele babaca e você roubou toda minha atenção, de repente ninguém mais era interessante.
No meio do barulho e das luzes você me encontrou novamente, pegou na minha mão e me levou para seu mundo. O gosto de cereja, os lábios borrados de batom... Eu não queria te soltar, mas você foi. Na verdade, eu tive que sair. Aquele era o seu mundo, e de algum modo eu já sabia que não havia espaço para mim. Eu apaguei a foto, caí no sono. Ao acordar o sol brilhava forte no meu rosto e me fez pensar: sempre há novos mundos para explorar e outros sabores para conhecer... Acendi mais um cigarro e voltei a dormir.


Nenhum comentário:

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...