terça-feira, 26 de abril de 2016

Sismologia da saudade


Chuva lá fora,
saudade aqui dentro.
Lembranças sísmicas
que fazem meu peito de epicentro.

Abraço no guarda-chuva,
banho quente no chuveiro.
Saudade registrada
pelos abalos do amor primeiro.

Reciprocidade em seus beijos,
calor em nossa cama.
Saudade magnetizada
pelo calor que de mim emana.

Laço do cabelo,
cheiro no travesseiro.
Saudade ostentada
nas placas do meu desespero.

Anseio e desespero chocam-se
nas zonas de subducção.
Sismologia da saudade tua,
pelos abalos em meu coração.
 Fernanda Sousa,
Assis, 26 de abril de 2016




Um comentário:

Anônimo disse...

Incrivel, hurricane !

poderá gostar também:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...